Gemendo eternamente... É isso que você quer?

“Ali haverá choro e ranger de dentes.... onde não lhes morre o verme, nem o fogo se apaga” (Mt 22.13; Mc 9.44).

Talvez você pense que estas palavras constituem um boato ou uma “história da carochinha”, mas o que você pensa não muda, de maneira alguma, o fato de que a morte eterna é uma realidade e o inferno é um tormento que se inicia com a morte física e jamais terá fim. Em algum momento, você já deve ter ficado inquieto, desejando saber mais a respeito de como obter a salvação eterna de sua alma. Não precisamos dizer que este assunto é extremamente importante; portanto, você não fará objeção a gastar alguns minutos lendo este artigo. O Senhor diz: “Buscai-me e vivei” (Amós 5.4). Mas, como posso fazer isso? Que passo devo tomar?

O primeiro passo nesta busca é conhecer qual é a sua verdadeira situação espiritual aos olhos de Deus. Nossa tendência é pensar que nossa situação não é tão ruim, que não somos tão maus e que existem pessoas fazendo coisas piores. Além disso, sempre que podemos, estamos ajudando alguém. Mas temos de lembrar que, aos olhos de Deus, nossa situação é outra. Seus olhos são puros e santos, e nada escapa do seu olhar. Para Ele, “todos nós somos como o imundo, e todas as nossas justiças, como trapo da imundícia” (Isaías 64.6). O nosso coração é “desesperadamente corrupto”, cheio de maus desígnios, prostituição, furtos, homicídios, adultérios, avareza, malícias, dolo, lascívia, inveja, blasfêmias, soberba e loucura. Todos esses males... contaminam o homem (ver Marcos 7.21-23). Essa é uma realidade da qual ninguém escapa. Ainda que você não tenha cometido alguns desses pecados, eles se encontram latentes em seu coração e já o contaminaram. Temos de nos sentir desapontados com nós mesmos e aceitar a realidade de que, em conseqüência dessa contaminação, estamos sob o jugo do pecado e de que nossa natureza é corrupta e totalmente depravada. Essa depravação nos torna reprovados diante da Lei de Deus. Ele, que é santo e justo, não pode fazer outra coisa, exceto derramar sobre nós a sua ira santa e a justa condenação de morte eterna, que a Lei exige.

Por isso, precisamos tomar urgentemente o segundo passo, pois é somente através dele que podemos encontrar alívio dessa situação e ter verdadeira esperança. O segundo passo é conhecer a pessoa bendita de Jesus Cristo, o Filho do Deus vivo. Isto significa saber realmente quem Ele é e qual a extensão do seu poder. Significa conhecê-Lo como único Sacerdote que nos reconcilia com o Pai, visto que Jesus “tem o seu sacerdócio imutável” e “pode salvar totalmente os que por ele se chegam a Deus” (Hebreus 7.24-25). Ele se ofereceu como vítima. Conhecer a Jesus significa crer que sua morte é o único sacrifício que expia o nosso pecado, satisfaz a Lei de Deus e adquire para nós a justiça perfeita que necessitamos. Ainda, conhecer a Jesus implica no reconhecimento de que é mera presunção admitirmos que podemos cooperar com pretensas boas obras na aquisição dessa justiça. Nada, exceto a cruz e a ressurreição de Cristo, nos garante essa justiça. “Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus; não de obras, para que ninguém se glorie” (Efésios 2.8,9).

Espero que o Espírito de Deus esteja falando ao seu coração e que você, instruído na graça de Cristo e nos frutos de sua morte e de sua ressurreição, passe agora ao terceiro passo: descansar em Jesus com firme e concreta confiança, crendo com plena segurança em que Ele é tão completo e suficiente, que possui em Si mesmo justiça e vida. Desista agora mesmo de qualquer opção sugerida por Satanás; volte-se para a única resposta verdadeira apresentada por Deus mesmo, em sua santa Palavra; essa resposta é crer na pessoa viva e gloriosa do Senhor Jesus Cristo, pois “não há salvação em nenhum outro; porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos” (Atos 4.12). Portanto, atenda a exortação que Deus lhe dirige, através deste artigo. Ouça o seu convite de amor: “Arrependei-vos, pois, e convertei-vos para serem cancelados os vossos pecados, a fim de que, da presença do Senhor, venham tempos de refrigério, e que envie ele o Cristo, que já vos foi designado, Jesus” (Atos 3.19-20).

Lembre-se: “Ao SENHOR pertence a salvação” (Jonas 2.9). A salvação precisa ser buscada de todo o coração. Você não acha que vale a pena? Ou prefere arriscar e passar toda a eternidade rangendo os dentes e gemendo? “Ponha a boca no pó; talvez ainda haja esperança” (Lamentações 3.29). Leia a Bíblia com avidez, ore, clame a Deus, com lágrimas, a fim de que, em sua bondade, Ele o conduza ao arrependimento (Romanos 2.4). “Buscar-me-eis e me achareis quando me buscardes de todo o vosso coração” (Jeremias 29.13). Que Deus, em sua graça soberana, o salve da perdição e do inferno, concedendo-lhe o precioso dom da vida eterna. “E esta vida está no seu Filho. Aquele que tem o Filho tem a vida; aquele que não tem o Filho de Deus não tem a vida” (1 João 5.11,12).